Em Salvador, Lula enaltece Rui e Wagner, e critica Bolsonaro: ‘Genocida e incivilizado’

fonte Bahia Notícias

O petista ainda comparou o atual chefe de Estado a um “torcedor fanático”.

Foto: João Ramos / PT na AL-BA

O primeiro discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Salvador foi marcado por uma série de pautas. Nesta quarta-feira (25), na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), ele criticou a Operação Lava Jato, enalteceu o governador Rui Costa (PT) e os senadores Jaques Wagner (PT), mas utilizou boa parte do tempo para criticar seu maior oponente: o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O Brasil não merecia alguém tão ignorante. O Brasil merecia alguém tão incivilizado e alguém que não é capaz de fazer um discurso de 3 minutos porque não tem argumento. É por isso que ele é obrigado a fazer fake news e a contar cinco ou seis mentiras por dia. Nós não merecemos isso”, criticou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O petista ainda comparou o atual chefe de Estado a um “torcedor fanático”. “Sabe aquele torcedor que não vê defeito no time? Que fala merda toda hora. Tem gente assim”, declarou, ao arrancar risadas da plateia.

Num outro momento, ele afirmou que Bolsonaro “acredita que o mundo dele tem que ser composto por miliciano”. Ele também criticou membros das Forças Armadas que prestam apoio ao presidente da República. Para ele, Exército, Marinha e Aeronáutica devem “cumprir papel institucional”.

“Eu acho importante eles tomarem juízo porque não podem continuar dando trela a um presidente genocida, a um presidente que foi expulso das Forças Armadas, que tentou fazer greve e soltar bomba nos quartéis. E hoje, quando vejo general batendo continência para ele, fico pensando: “em que país nós estamos?””, lamentou.

“Não merecíamos o que estamos vivendo. O ódio que se jogou contra a classe politica nesse país, a negação da política, a negação de que tudo que era da politica não prestava e que tudo fora da política era bom resultou no Bolsonaro. A montanha não pariu um camundongo: pariu um dinossauro”, pontuou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Lula ainda enalteceu os 4 mandatos seguidos do PT na Bahia – dois com Wagner e outros dois com Rui. “Esse estado tem muito pra ensinar para o Brasil. O que vocês conseguiram fazer nos dois mandatos de Wagner e Rui. Deve ser um aprendizado, virar uma tese, deve virar muitos livros para que a gente possa ensinar muitas gerações. A gente tem que ensinar que a gente pode fazer as coisas”, elogiou.

Dentre outros assuntos, o petista ainda criticou o que considera “ódio” contra a Venezuela, afirmou que, caso se torne presidente novamente, estreitará relações com países do continente africano, e também reprovou a “elite brasileira”.