Dois morrem e um é preso após PM “estourar” fábrica de submetralhadoras na Bahia

Foto: Messias Teles/TV Aratu

Dois homens morreram e um terceiro acabou preso após a Polícia Militar achar uma fábrica de armas no município de São Gonçalo dos Campos, a 120 km de Salvador, neste domingo (30/9). A informação foi dada ao repórter da TV Aratu, Messias Teles, pelo comandante da operação, major João Himério.

O oficial relatou que a ação foi desencadeada quando um mototaxista, Osmar da Conceição Pinheiro, de 28 anos, foi abordado no bairro da Matriz, em Feira de Santana, por agentes da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Leste). Nas buscas, os policiais militares acharam com ele uma submetralhadora. Ao ser perguntado onde teria achado o armamento, o rapaz contou onde funcionava a fábrica clandestina.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Logo depois da abordagem, disse ainda o major, as equipes da PM foram até São Gonçalo dos Campos, onde localizaram o imóvel apontado por Osmar. Durante a aproximação, os bandidos que estavam no local atiraram contra as guarnições. Houve revide e dois acabaram sendo baleados e socorridos, mas não resistiram.

Na casa foram encontrados diversos materiais para a fabricação das submetralhadoras, além de munições e ferramentas. A polícia descobriu que o mototaxista era contratado pelo dono da fábrica – um dos mortos na troca de tiros – para fazer a distribuição das armas. Todo o material e o suspeito foram apresentados na delegacia.

Do Aratu Online