Manager de Robson Conceição envia queixa ao CMB; baiano volta a dizer que venceu luta

fonte Bahia Notícias

Foto: Reprodução / Twitter – @RobsonR60

Os juízes apontaram derrota de Robson Conceição para o mexicano Oscar Valdez, na última sexta-feira (10), em Tucson, no Arizona, na disputa pelo cinturão do superpenas. Contudo, o baiano e sua equipe discordaram veementemente do resultado. Segundo o blog do Baldini, no Estadão, nesta segunda (13), o manager do pugilista, Sergio Batarelli, enviou uma queixa formal para o Conselho Mundial de Boxe (CMB).

“Fiz um pedido para que aconteça uma revanche imediata ou, na pior das hipóteses, que Robson seja elevado à primeira colocação do ranking mundial para ser o desfiante obrigatório do campeão”, afirmou Batarelli, à publicação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Também nesta segunda, o baiano voltou a afirmar nas redes sociais que venceu a luta. “Oscar, eu fiz uma luta limpa. Eu segui todas as estratégias para te vencer. E eu venci. Isso foi boxe. Você que desrespeitou a mim e todo o boxe com o seu teste positivo no doping. Um ‘campeão’ precisa respeitar e ser um exemplo. Eu mostrei dentro e fora do ringue quem merece esse cinturão”, escreveu.

Vale lembrar que Valdez testou positivo para a substância fentermina, proibida em qualquer circunstância pela Agência Voluntária Antidopagem, responsável pelo teste, coordenado pelo Conselho Mundial no âmbito do Programa de Boxe Limpo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A fentermina é um estimulante do sistema nervoso, que também ajuda a emagrecer. As amostras A e B, realizadas em 13 de agosto, deram positivo para Valdez.

Na ocasião, Robson se pronunciou sobre o caso em seu Instagram, ao ser perguntado por um fã porque a luta não foi cancelada. “Porque ele é o queridinho daqui. O queridinho da WBC, da WADA (…) É complicado saber que vai lutar contra um atleta dopado. Mas seguimos firme e forte, com muita determinação”, afirmou.