Ialorixá mais velha no candomblé Banto Angola, Mãe Xagui morre aos 92 anos

Ela não resistiu a uma cirurgia realizada na noite de segunda-feira (20)

Foto: Divulgação

Ícone do Candomblé da nação de Angola na Bahia, a ialorixá Mãe Xagui morreu na terça-feira (21) em Salvador. Aos 92 anos, ela era a mais antiga da linhagem da Ndanji Tumba Junsara e uma referência do Candomblé Bantu.

Mãe Xagui não resistiu a uma cirurgia realizada na noite de segunda-feira (20), segundo a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado da Bahia (Sepromi).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“A Sepromi destaca as contribuições de Mãe Xagui para a preservação do sagrado e das tradições ancestrais das religiões de matriz africana, trabalho que deixa legados de fé, perseverança e dedicação”, afirma a pasta em nota de pesar.

Nas redes sociais, lideranças das religiões de matriz africana e suas comunidades, familiares, amigos e amigas se despediram da ialorixá. “Nossos eternos agradecimentos a mãe Xagui por toda uma vida de dedicação e amor ao Candomblé. Olorun Kossi Purê”, escrevem os membros do Candomblé Avante Bahia.

O velório de Mãe Xagui foi realizado no Terreiro Tumbanssé, e o sepultamento ocorre nesta quarta às 16:00 horas, no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador.

(fonte Metro1)