Renda do brasileiro cai 9,4% durante a pandemia, diz FGV

Redação

Provocada em grande parte pelo desemprego, queda é mais sentida na metade mais pobre da população (21,5%)

Foto: reprodução/USP

A renda média do brasileiro está 9,4% abaixo do nível pré-pandemia, segundo o economista da Fundação Getúlio Vargas Marcelo Neri. A perda, conforme o pesquisador, está mais vinculada ao mercado de trabalho do que o PIB, mas próximo dos patamares até 2019 mesmo com o recuo de 0,1% no segundo trimestre deste ano.

Marcelo Neri observou que a queda na renda média é mais sentida na metade mais pobre da população. Neste segmento, o tombo médio é de 21,5%. Região Nordeste (11,4%) e mulheres (10,35%) também apresentaram redução no ganho médio maior do que a média nacional.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“A redução de renda dos ocupados fruto da aceleração da inflação e do próprio desemprego e a redução da jornada de trabalho completam a queda de renda dos pobres entre o último trimestre de 2019 até o segundo trimestre de 2021 como aproximação dos efeitos totais da pandemia”, explica o economista. Fonte: CNN Brasil