Cidades do interior de SP e MS registram tempestade de areia

Redação

Em Tupã-SP, um homem morreu após ser atingido por um muro de concreto, que foi derrubado pelo vento forte

Imagem: Reprodução/Twitter @Seep_oitnb

Alguns municípios localizados no interior de São Paulo e do Mato Grosso do Sul vivenciaram uma nova tempestade de areia na tarde desta sexta-feira (1º). Em Tupã-SP, um homem morreu após ser atingido por um muro de concreto, que foi derrubado pelo vento forte. As informações são da CNN Brasil.

“Uma nova tempestade de areia de grandes proporções voltou a se formar sobre o norte do estado de São Paulo, na região de Morro Agudo. Foi o segundo evento deste tipo na mesma região paulista, em menos de uma semana”, informou o Climatempo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O homem que faleceu seria funcionário de uma empresa de concretagem que fazia obras na localidade. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu. A morte foi confirmada pela Santa Casa de Tupã.

No último domingo (26), a tempestade de areia foi observada na região de Ribeirão Preto, mas atingiu também outras cidades do norte de São Paulo e do Triângulo Mineiro.

No Mato Grosso do Sul, o fenômeno conhecido como “tempestade de areia” foi registrado na cidade de Três Lagoas. “Inacreditável. E um cheiro terrível de fumaça”, publicou um morador no Twitter.

De acordo com a meteorologista e coordenadora do Cemtec-MS, Valesca Fernandes, o fenômeno é conhecido também como “haboob”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Ele é causado por temporais de chuva com ventos fortes que, ao entrarem em contato com o solo seco, encontram resquícios de queimada, poeira e vegetação, os quais acabam criando um rolo compressor de sujeira que pode chegar a até 10 quilômetros de altura”, disse Valesca.