Ministro da Saúde defende retorno às aulas mesmo sem imunização completa de professores

Fala vai na linha do que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, defendeu na última terça (20) em rede nacional

Crédito da foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu, nesta quarta (21), o retorno, mesmo sem imunização completa de professores. Além disso, anunciou que o protocolo de segurança deve ser finalizado na semana que vem, mas não definiu data.

“Eu acho que (as aulas) já deveriam ter voltado antes, para ser sincero, porque os nossos adolescentes estão sendo prejudicados. Não tem exigência de vacinar professores, isso é invencionice. (…) O que precisamos são protocolos de segurança: uso de máscara, testagem… Nós vamos fazer isso”, disse Queiroga, destacando que 80% dos profissionais do ensino básico já receberam a primeira dose.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A fala vai na linha do que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, defendeu na última terça (20) em rede nacional. “Não podemos mais adiar este momento. O retorno às aulas presenciais é uma necessidade urgente”, disse.

Fonte Metro1