Após decisão de Barroso, Pacheco instala CPI da Covid-19, mas a avalia como ‘inapropriada’

Ministro do STF determinou criação ontem (8), a pedido de senadores; presidente do Senado diz que comissão poderá ter “papel político”

Foto: Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou ontem (8) que uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 seja criada pelo Senado.

A decisão atendeu ao pedido de senadores feito no dia 15 de janeiro. “Defiro o pedido liminar para determinar ao presidente do Senado Federal a adoção das providências necessárias à criação e instalação de comissão parlamentar de inquérito”, escreveu Barroso.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou, no dia da decisão, que vai instalar a CPI da covid, mas disse que não concorda com Barroso. “A CPI poderá ser um papel de antecipação de discussão político-eleitoral de 2022, de palanque político, que é absolutamente inapropriado para este momento da nação”, declarou Pacheco.

(Metro1)

O Alta Pressão Online utiliza cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com as condições previstas na nossa Política de Privacidade. Aceitar Leia Mais