Roma afirma que não tem como garantir pagamento de 13º do Bolsa Família

Redação, com informações do Bahia.ba

Promessa de campanha de Bolsonaro, pagamento só foi feito no ano de 2019

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Cidadania João Roma (PRB-BA) não garantiu o pagamento do 13º para beneficiários do programa bolsa família em 2021. Promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o valor foi pago somente no primeiro ano do seu mandato, em 2019.

“Ainda não temos como assegurar. Estamos fazendo estudos e talvez não se dê através do pagamento do 13º, mas sim por uma estruturação anual do programa. Não podemos gerar essa expectativa e nem tenho garantir a superação desse ponto”, disse Roma em entrevista para o Uol nesta terça-feira.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O ministro explicou que a parcela extra ainda precisa superar questões legais. “O 13º do Bolsa Família esbarra em uma questão legal. Teria que entrar na execução do programa. Uma coisa é um pagamento eventual como feito em 2019. Para que tenha 13º teria que apontar os recursos para isso, então teria que entrar no teto de gastos e fazer parte do programa como um todo para fazer os pagamentos nos anos seguintes”, pontuou.

O Alta Pressão Online utiliza cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com as condições previstas na nossa Política de Privacidade. Aceitar Leia Mais