Alagoinhas é uma das primeiras cidades da Bahia a ser convidada para aderir ao Time Brasil

Redação

A iniciativa, que funciona de modo cooperativo, visa melhorar a gestão pública e fortalecer a transparência e a integridade dos governos

Alagoinhas foi convidada a participar das discussões de adesão ao Time Brasil, programa federal de combate à corrupção da Controladoria-Geral da União (CGU). A iniciativa, que funciona de modo cooperativo, visa melhorar a gestão pública e fortalecer a transparência e a integridade dos governos.

Além de Alagoinhas, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus e Itamaraju foram pré-selecionadas pela CGU “para serem pilotos de cooperação e aprendizagem mútua de experiências, com todos os municípios baianos”, explicou a controladora Leila Carla Vila Flor. Ainda segundo ela, a avaliação satisfatória em ações de políticas públicas foi o principal critério na escolha dos municípios. “A CGU, no estado da Bahia, usou uma métrica de bons indicadores de ferramentas de gestão, Transparência, Fala.Br e combate à corrupção, através de uma videoconferência”.

A Transparência Municipal, que atingiu nota preliminar de 9,17, é operacionalizada pela Comissão CADA, constituída por integrantes da Secretaria de Administração, T.I., COGER, Ouvidoria, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Planejamento.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Nós obtivemos um alto índice de aprovação com relação às respostas do sistema, pelo qual recebemos as informações e solicitações dos cidadãos, o Fala.Br”, informou David Ribeiro, eleito melhor Ouvidor do estado, em 2019. De acordo com ele, as ações da Ouvidoria “foram muito fortes e eficazes desde 2017, com a participação em encontros importantes ministrados pela CGU, como em São Luís do Maranhão, Palmas Tocantins, Salvador, Brasília e Rio de Janeiro, colocando Alagoinhas, sempre, em evidência”. David também citou os programas de Ouvidoria Ativa, a exemplo da Ouvidoria nos bairros, como preponderante para a seleção.

“O Programa Time Brasil é um programa voluntário, mas o prefeito Joaquim Neto faz questão de aceitar o convite para aderir a essa cooperação, junto com a União e o Estado”, salientou Leila.

*Com informações da Secom-PMA

O Alta Pressão Online utiliza cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com as condições previstas na nossa Política de Privacidade. Aceitar Leia Mais