Banner Prefeitura

Em noite de Rodriguinho, Bahia goleia o Fortaleza e depende só de si para se livrar do rebaixamento

fonte Galáticos Online

Com o resultado, o Tricolor baiano sobe para 15 posição, com 41 pontos, quatro a mais que o Vasco, primeiro time dentro da zona

Foto: Divulgação/EC Bahia

Em noite inspirado de Rodriguinho, o Bahia venceu o Fortaleza por 4 a 0, neste sábado, e ganhou um fôlego a mais na luta contra degola, já que venceu um concorrente direto. Explorando bem os contra-ataques rápidos e sendo eficientes nas chances de gol, os comandados de Dado Cavalcanti retornam à Salvador dependendo somente de si garantir a permanência na elite do futebol brasileiro.

Os gol do Bahia foram marcados por Rodriguinho, de cabeça, aos 7 minutos da primeira etapa e aos 16 da segunda, e de pênalti aos 20 do segundo tempo. Rossi, também de pênalti, marcou o quarto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com o resultado, o Tricolor baiano sobe para 15 posição, com 41 pontos, quatro a mais que o Vasco, primeiro time dentro da zona. Pelo Brasileiro o próximo compromisso do time será na quinta-feira (25), na Arena Fonte Nova, pela última rodada do certamente nacional.

O JOGO

A rede balançou logo no primeiro lance de perigo da partida. Logo aos 7 minutos, Nino Paraíba avança pela direita e levanta na medida para Rodriguinho finalizar de cabeça e abrir o placar.

A resposta do Fortaleza veio 3 minutos depois. Em cobrança de falta na área do Bahia, Paulão apareceu livre na área e finalizou no travessão.

Aos 23, Matheus Bahia rolou para Gilberto, que ajeitou para a perna direita e chutou firme no gol.

Em busca do empate, o Fortaleza se lançou ao ataque e após cobrança de Juninho, David subiu mais que todo mundo, mas mandou para fora.

Segundo tempo

O Bahia começou o segundo tempo embalado, e logo aos 4 minutos de jogo Ronaldo recebeu livre e acertou a trave de Felipe Alves.

Aos 6, Wellington Paulista aproveita erro na saída de bola, bate firme para o gol, mas Douglas, bem colocado, faz boa defesa.

O Fortaleza seguiu pressionando e exigindo boas defesas do arqueiro Tricolor. Aos 12 minutos, Juninho cobrou falta no cantinho, mas Douglas praticou a defesa.

A resposta Tricolor veio em grande estilo. De novo Nino Paraíba, de novo cruzamento açucarado e de novo gol de cabeça de Rodriguinho, para ampliar o marcador.

Aos 20, o Bahia chegou aos terceiro gol com ele: Rodriguinho, de novo. Após cobrança de pênalti defendida por Felipe Alves, o meia teve só o trabalho de completa e sair para o abraço.

O quarto gol do Bahia saiu dos pés de Rossi. Em cobrança de pênalti, o atacante bateu como manda o figurino: bola em um canto, goleiro em outro.