21 Dias de Ativismo: Panfletagem alerta sobre o enfrentamento à violência contra a mulher

fonte: Secom-PMA - Foto: Roberto Fonseca

O combate à violência contra a mulher e o empoderamento feminino são os focos da campanha nacional “21 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres” promovida, em Alagoinhas, pela Secretaria de Assistência Socialç (SEMAS), por meio do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM). Iniciada no dia 20 de novembro, a campanha deu seguimento ao trabalho de conscientização com uma ação de panfletagem, na manhã dessa sexta-feira (27), no centro da cidade.

Durante a ação, que também percorreu a Central de Abastecimento, a equipe multidisciplinar do CRAM conversou com mulheres e homens, passou informações sobre os ciclos de violências domésticas e apresentou as ferramentas de acolhimento que o município oferece para essas vítimas.

“Essa ação nas ruas é muito importante porque a população precisa saber que o município oferece órgãos de proteção à mulher. O objetivo da campanha é engajar homens e mulheres, orientar e abrir os olhos das vítimas para seus direitos, porque a violência doméstica infelizmente ainda é tratada com naturalidade”, destacou a coordenadora do CRAM, Vânia Caldas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O CRAM fica localizado à 4º Travessa Parque São Bernardo, n°17, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e das 13h às 17h, ofertando o serviço de acolhimento às vítimas de violência doméstica, com atendimento psicossocial, jurídico, inserindo-as em cursos profissionalizantes, além de trabalhar a autonomia dessas mulheres.

O órgão também foi o ponto de partida das atividades da campanha, no município. Na última terça-feira, 25 de Novembro, data que celebra o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, as mulheres assistidas participaram de sessão de cinema, com o filme Enola Holmes, Dia de Beleza, ensaio fotográfico e distribuição de brindes.

A programação seguirá com rodas de conversas nos quatro Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), encontro voltado aos homens, e culminará com o Fórum “As novas Plataformas Digitais No Combate â Violência de Gênero”, na Câmara de Vereadores.

Campanha

A ação é baseada na mobilização internacional de 16 dias de ativismo promovida desde 1991 pela ONU, com início em 25 de novembro (Dia do Combate à Violência contra a Mulher) e finalizado no dia 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos). No Brasil, a fim de alertar sobre a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, o marco inicial é o 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

Confira a programação: