Novo abalo sísmico deixa moradores assustados na região de Amargosa

Redação, com Aratu On

Crédito da Foto: Reprodução / LabSis

Moradores do Distrito de Corta-Mão, localizado no município de Amargosa, sentiram, na noite desta terça-feira três novos abalos sísmicos na região. A situação está deixando a população assustada. Na semana passada foi realizada uma palestra com profissionais da UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) na localidade com o objetivo de falar sobre o fenômeno.

Relatos de moradores indicam que as pessoas estão preocupadas em ter outro tremor com maior intensidade, já que os eventos acontecem em áreas residenciais, onde estão várias crianças e idosos. De acordo com o Laboratório Sismológico da UFRN, essa ocorrência de Amargosa foi a mais forte depois da sequencia do período do dia 30/09. Após a instalação da rede não havia sido registrado nenhum tremor com a mag acima de 1,5..

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

PALESTRA

Na última quinta-feira (22/10), às 18:30 horas, os moradores da Sede do Distrito de Corta-Mão, Amargosa- BA, participaram de uma palestra realizada pela Defesa Civil do Estado e pelo Professor Eduardo Menezes, técnico do LabSis e mestre em Geofísica. O evento contou com a presença do superintendente da defesa civil do Estado da Bahia Paulo Luz e o coordenador da defesa civil de Amargosa, Vitor e coordenadora de Prevenção da Defesa Civil da Bahia, Nicoly Lima e demais integrantes do setor.

A palestra foi ministrada como o objetivo de: orientar, tranquilizar e informar a população dos municípios baianos acerca da atividade sísmica que vem ocorrendo na Bahia nos últimos meses.

O professor Eduardo Menezes, apresentou de forma dinâmica através de slides, o conceito de terremoto, o Histórico de sismicidade no Brasil, na Bahia e em nossa região, as características do tremor ocorrido e destacou que por sermos o epicentro dos sismos, que precisamos aprender a conviver com essa nova realidade. O mesmo, ressaltou a importância da estação que foi instalada em nosso Distrito para a realização de um estudo mais efetivo desse fenômeno e tirou dúvidas dos moradores referente ao tema em questão.

Em seguida, Nicoly Lima, deu orientações sobre: como agir durante e depois dos tremores e falou do trabalho que é realizado pela defesa civil em todo estado. Falou que irá realizar um trabalho educativo com a escolas da região e se mostrou a disposição para o contato da comunidade com a Defesa Civil.