Vítima de fake news vai registrar queixa e acaba presa

fonte Acorda Cidade

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Após ver sua foto compartilhada em grupos do WhatsApp como suspeito de assaltar e matar um subtenente na Polícia Militar em São Gonçalo dos Campos, um homem foi à Delegacia de Homicídios em Feira de Santana registrar queixa, uma vez que estava sendo vítima de Fake News.

No entanto, durante o registro da queixa, constatou-se de que havia contra ele um mandado de prisão temporária em aberto, decretado no dia 5 de agosto deste ano, pela Vara de Tóxicos da Comarca de Feira de Santana.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Ele chegou ontem (26) aqui na delegacia dizendo que o nome dele estava sendo veiculado nas redes sociais como possível autor da morte do policial militar. Os investigadores o acolheram aqui e foi feita uma busca no sistema, como sempre se faz, e para nossa surpresa ele estava com um mandado de prisão em aberto. Ele não sabia que tinha esse mandado expedido contra ele, e veio para esclarecer sobre uma possível acusação que estavam fazendo contra o mesmo”, informou o delegado Luís Smyslov ao Acorda Cidade.