Família presume morte de parente, congela corpo e descobre 20 horas depois que ele estava vivo

fonte iBahia

Foto: Reprodução/Daily Mail

Um idoso de 74 anos passou cerca de 20 horas em uma câmara mortuária após seus parentes acreditarem que ele havia morrido em Kandhampatti, no Sul da índia. As informações são do jornal britânico ‘Daily Mail’.

O homem, de nome Balasubramanian Kumar, estava doente e acamado há algum tempo. Ao notarem que ele não estava movendo o corpo na última segunda-feira (12), parentes acreditaram que ele havia falecido. A família encomendou um dispositivo para preservar o corpo do idoso, mas, quando um funcionário foi até o local, percebeu que o homem apresentava sinais vitais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ainda segundo a apuração do jornal, os familiares podem responder por não terem feito um exame médico adequado. Já o subinspetor da Polícia de Sooramangalam, Rajasekaran, afirmou ao jornal “The Independent” que eles podem ser acusados de conduta negligente e por terem colocado em perigo a vida do idoso.