Medeiros

Tele Coronavírus encerra atendimento com mais de 110 mil orientações na pandemia

Redação

Imagem: reprodução / Jornal Nacional

O serviço Tele Coronavírus encerra suas atividades com 110.679 pessoas atendidas desde quando foi implementado, há cerca de quatro meses. De acordo com dados da Fundação Oswaldo Cruz na Bahia (Fiocruz Bahia), foram triados pacientes de 343 municípios baianos.

O Disque 155 reuniu estudantes de medicina voluntários que atenderam remotamente pessoas com sintomas ou dúvidas a respeito da Covid-19. As funções exercidas pelo Tele Coronavírus serão absorvidas pelo aplicativo Monitora Covid-19.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“A disponibilidade do Tele Coronavírus permanece através do aplicativo Monitora Covid-19 em articulação com equipes de profissionais de saúde, atuando como promotores do bem-estar, identificando precocemente casos suspeitos da doença, facilitando o isolamento prévio desses casos e dos que são enquadrados como suspeitos”, explicou a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro.

O Tele Coronavírus foi idealizado pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e pela Fundação Oswaldo Cruz na Bahia (Fiocruz), com apoio das secretarias de Saúde (Sesab), Planejamento (Seplan), Segurança Pública (SSP), Administração (Saeb), Infraestrutura (Seinfra) e Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). O projeto contou com a participação das quatro universidades estaduais (Uneb, Uesc, Uefs e Uesb), da Escola Bahiana de Medicina, da FTC Salvador, da Unifacs, da Unime, da UFRB, da UFSB, da Associação Bahiana de Medicina (ABM) e da Fesftech, que desenvolveu a plataforma usada pelos voluntários.