Magno Alves evita ‘oba-oba’ e minimiza vantagem sobre a Juazeirense

fonte: BN

Imagem: Reprodução / TV

O placar de 4 a 1 sobre a Juazeirense colocou o Atlético de Alagoinhas numa situação bastante favorável no confronto da semifinal do Campeonato Baiano. Para o próximo encontro no domingo (2), às 16h, no Carneirão, o Carcará pode perder por até dois gols de diferença que mesmo assim avança para a final. O experiente atacante Magno Alves pediu que a equipe mantivesse o foco para não deixar escapar a chance de chegar à decisão do título.

“Abrimos uma vantagem boa, mas é algo que temos conversando com a equipe. Nada de salto alto, nada de soberba e muita humildade. Ainda temos um jogo domingo. Mesmo tendo essa vantagem, jogando em casa, retornando ao Carneirão, sabemos que futebol é perigoso. Temos que continuar mostrando o futebol desses três últimos jogos nessa retomada do Baiano. Mas respeitando o adversário, vamos buscar o resultado desde o início jogando futebol”, afirmou em entrevista ao site Bahia Notícias.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Antes da paralisação do Campeonato Baiano, Magno Alves só tinha balançado as redes uma vez que foi justamente na estreia pelo Carcará na primeira rodada do Baianão. Porém, na retomada da disputa, ele tem sido uma peça decisiva para o time. O camisa 50 foi o autor do único gol da vitória sobre o Bahia no dia 23 de julho e, na última quarta-feira (29), marcou o tento de empate na goleada em cima da Juazeirense. Aos 44 anos, o veterano atribui a subida de rendimento ao trabalho em conjunto da equipe e do técnico Agnaldo Liz, contratado durante a pandemia do coronavírus.

“Essa subida de produção é coletiva. Claro, que tem os individuais, como no meu caso, fazendo gols decisivos. Também atribuo isso à equipe, à chegada do Agnaldo Liz e todos os jogadores estão se empenhando, isso tem dado resultado”, apontou.