Novo Topo AD

PGR dá início a coleta de dados da Operação Lava Jato em Curitiba

Bahia.ba

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deu início à coleta de dados referentes à Operação Lava Jato no Paraná. Técnicos do órgão chegaram em Curitiba nesta terça-feira (21).

De acordo com informações da coluna de Bela Megale, em O Globo, a coleta dos dados captados em celulares e computadores apreendidos desde 2014 será feita ao longo da semana. A estimativa é que a PGR colete mil terabytes de dados, divididos entre dados da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

A PGR deverá ter acesso ainda a informações referentes a 50 milhões de movimentações financeiras da ordem de R$ 4 trilhões. Mais de 780 relatórios digitalizados de inteligência financeira produzidos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) serão de conhecimento do órgão comandado pelo procurador-geral Augusto Aras.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O compartilhamento das informações da Lava Jato foi determinado no último dia 9 pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, a pedido da PGR. O ministro recomendou que a PGR examine, ao receber os dados, se há informações referentes a atos ilícitos cometidos por autoridades com direito a foro privilegiado.

A PGR afirmou, no pedido, que os presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foram alvo de denúncia oferecida pelos procuradores paranaenses. No entanto, ambos têm foro privilegiado.