Medeiros

Centrão e militares pressionam Bolsonaro a substituir Pazuello no Ministério da Saúde

fonte: Metro1

Najara Araujo / Câmara dos Deputados/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro está sendo pressionado pela ala militar do Palácio do Planalto e pelo centrão a escolher o sucessor do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello.

Pazuello tem dito a aliados que já está de saída do ministério e que quer voltar à carreira militar para se aposentar como general quatro estrelas. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Bolsonaro disse a jornalistas na semana passada que Pazuello “é um nome que não vai ficar para sempre” e “já deu uma excelente contribuição para nós”.

A pressão para a saída de Pazuello aumentou neste fim de semana. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse que o Exército se associou a um “genocídio” em referência à condução do governo Bolsonaro frente à epidemia da Covid-19. Com as críticas de Gilmar, integrantes do governo defendem que o ministro interino da Saúde, General Pazuello peça reserva para blindar o Exército de críticas de que se mistura com a política.

X