Novo Topo AD

Presidente do Atlético de Alagoinhas busca seguro preventivo como auxílio para equipes

fonte: Bahia Notícias

Arquivo / Alta Pressão Online

O Atlético de Alagoinhas se prepara para voltar a jogar e o presidente do clube, Albino Leite, está buscando garantir os cuidados com a saúde da equipe na volta das competições. Ao Bahia Notícias, o dirigente falou sobre a reunião com a Federação Bahiana de Futebol (FBF) que definiu a volta do estadual e contou que está oficializando com a entidade outros cuidados para a segurança dos integrantes do Carcará.

Sobre a reunião na última quarta-feira (8) com as outras equipes do Campeonato Baiano e a FBF para decidir a data de retorno da competição, Albino Leite esclareceu que o encontro foi bem organizado e que a decisão foi unânime entre as equipes, como foi orientado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Bom, em primeiro lugar, foi bem conduzido pelo nosso presidente, Ricardo. O que foi colocado em pauta foi discutido, cada um teve a oportunidade de se pronunciar, havia uma documentação direta da CBF também dando essa orientação de que qualquer mudança que houvesse tinha que ser por unanimidade e seguimos rigorosamente o que estava previsto”, esclareceu o presidente.

Questionado sobre a polêmica do vice-presidente do Jacobina, que declarou que o retorno do Baianão foi imposta pela FBF (leia mais), Albino Leite esclareceu que durante o encontro foi reforçado que a CBF pede que as Federações começam a retomar seus estaduais e que houve conformidade de todos para escolha sobre a data.

Acerca dos cuidados com a saúde da equipe, agora que os prazos de volta das competições que o Atlético de Alagoinhas vai disputar estão definidas, o presidente contou que vem buscando garantir outras precauções, além de seguir os protocolos de segurança. “Útil ele vai ser, porém, o problema são os gastos com esse processo”, declarou o dirigente sobre os documentos de orientação para os cuidados na retomada das atividades e as despesas para segui-los.

“As medidas protocolares, inclusive da CBF, estão sendo cumpridos. Mas o que eu estou agora investindo, e já começando a conversar com presidente da Federação, é que nós precisamos ter um seguro preventivo. Ter um um seguro é fundamental, porque nenhuma empresa de seguro quer fazer seguro para esses atletas, eu procurei e ninguém quer”, posicionou o presidente sobre a busca por mais uma medida para garantir a segurança dos jogadores e da equipe técnica, principalmente devido às viagens que precisarão ser feitas para disputa de jogos.

Ele esclareceu ainda que esse seguro facilitaria tanto para a situação financeira dos clubes pelos cuidados com a equipe, quanto os próprios profissionais. “É importante, já que a CBF quer o retorno dos campeonatos estaduais e nacionais, pelos times que ainda não tem ainda uma grande fonte financeira, é preciso de uma ajuda como seria esse seguro preventivo”, explicou, exemplificando ainda que, no caso de um jogador ou um integrante da comissão ficasse doente ou viesse a óbito, na pior das hipóteses, esse seguro iria diretamente para sua conta e nao passaria pelo clube, já que toda a equipe está registrada na CBF.

Albino Leite declarou que está tentando oficializar a medida do seguro preventivo junto ao presidente da FBF e que vai buscar também levar um profissional da saúde para os traslados que a equipe vai realizar para a disputa de jogos. “No caso da Série D, vamos viajar muito. Eu estou pedindo que insira na comissão também um profissional de saúde. E que eu tenho direito a levá-lo. Eu tenho 29 passagens, mas nós estamos em uma pandemia. Eu tô pedindo mais uma passagem, que vai ser um técnico de saúde que vai acompanhar delegação”, completou o dirigente sobre as medidas que vem discutindo com a FBF.

O Atlético de Alagoinhas está treinando desde a última segunda-feira em um resort da cidade de Santo Estevão, onde jogadores e comissão técnica estão isolados. Com testes para Covid-19 realizados, dois atletas testaram positivo e estão em quarentena. Com a volta do futebol, o Carcará vai dar continuidade a disputa do Baianão, brigando por uma vaga no G4. Atualmente, a equipe ocupa a quinta colocação com 11 pontos, quatro de diferença para o líder da tabela. A disputa da Série D do Brasileiro tem previsão de iniciar no dia 6 de setembro.