Novo Topo AD

Prefeito de Alagoinhas é acusado de cumprir agenda mesmo com Covid-19; gestor rebate

Com informações do Aratu On, atualizado às 21h32

Por meio da assessoria de imprensa, o prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto, rebateu as acusações de que teria cumprido agenda ou participado de reuniões presenciais já com sintomas da Covid-19. Ele testou positivo para a doença na última quarta-feira (8/7).

“A Prefeitura de Alagoinhas esclarece que o prefeito Joaquim Neto não cumpriu agenda ou participou de reuniões presenciais com sintomas de Covid-19, durante 12 dias”, diz a nota. “Joaquim Neto coletou amostra para exame de coronavírus RT-PCR na terça-feira, dia 07 de julho, no Laboratório Municipal, após apresentar sintomas da doença no dia anterior, 06 de julho. A amostra foi enviada ao LACEN e o resultado positivo para Covid-19 saiu na manhã da última quarta-feira, 8 de julho”.

A equipe de comunicação afirmou que o prefeito começou o isolamento domiciliar ainda na última segunda-feira (6/7), e que ele segue em quarentena, “trabalhando de casa e recebendo tratamento, conforme relatório médico (foto) emitido nesta quinta-feira (09), quando esteve na UPA de Santa Terezinha, para a realização de exames”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Confira relatório médico:

Arquivo enviado pela assessoria de imprensa da prefeitura de Alagoinhas

Contudo, no resultado do exame, feito no Laboratório Central (Lacen), consta que Joaquim Neto apresentou sintomas no dia 25 de junho. Sobre isso, a assessoria informou que “trata-se de uma notificação anterior realizada pela Vigilância Municipal Epidemiológica, pelo fato de o prefeito, no dia 25 de junho, ter sido listado entre os que tiveram contato com uma das pessoas testadas positivo para COVID -19, no município”.

Foi destacado, ainda, que a notificação para a realização do exame é realizada no sistema do Ministério da Saúde, com diversas informações a serem preenchidas, como sintomas e data de início dos sintomas.

A prefeitura disse, também, que Joaquim Neto está assintomático. Logo, no local que informa o “início dos sintomas”, no resultado do exame, refere-se ao dia em que a pessoa teve contato com alguém contaminado.

“Em virtude dessas considerações, é de muita importância assinalar que, se o prefeito, de fato, tivesse apresentado sintomas de Covid-19 no dia 25 de junho, na data de hoje, 10 de julho, após terem decorridos 16 dias, já teria evoluído para alta”, diz o texto.

Por fim, a assessoria afirma que a gestão municipal “tem agido com total transparência em relação ao teste positivo para COVID-19 do prefeito Joaquim Neto, assim como ocorre com a situação epidemiológica do município e as medidas de prevenção, controle e combate à pandemia”.

VÍDEO

No dia em que recebeu o diagnóstico positivo para a doença causada pelo novo coronavírus, o prefeito Joaquim Neto publicou o seguinte vídeo em seu perfil no Instagram: