Medeiros

Igor Kannário e produtora são condenados a pagar R$ 325,5 mil a ex-percussionista

iBahia

O cantor Igor Kannário e a antiga empresa de eventos dele, a Show Mix, foram condenados pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT/5ª Região) a pagar R$ 325,5 mil de indenização trabalhista ao músico Mário Ribeiro Serpa Junio. Ele é ex-percussionista tanto da banda A Bronkka quanto da carreira solo do artista. As informações são do Jornal Correio.

De acordo com a apuração do jornal, Mário Serpa solicitou à justiça o reconhecimento do vínculo empregatício com Kannário. Segundo o ex-percussionista, ele foi admitido em janeiro do ano passado, mas sem assinatura de carteira de trabalho, sendo demitido sem justa causa. Já a defesa do cantor de pagode alega que nunca contratou os serviços e que ele era subordinado apenas à Show Mix.

Ainda segundo a apuração do CORREIO, a Juíza determinou que Kannário pague R$ 20 mil pela composição das músicas ‘Papel em Branco’ e ‘Tomaê’ após uma testemunha ter dito que eram de autoria de Mário. O valor total de R$ 325,5 mil corresponde à falta de pagamento de seguro-desemprego, 13º, parcelas rescisórias, 40% de multa do FGTS além de adicionais noturnos. Ao jornal, a assessoria do cantor informou que não recebeu a notificação da decisão jurídica, e, após isso acontecer, analisará se pedirá recurso.