Medeiros

Datafolha: mesmo após prisão de Queiroz, popularidade de Bolsonaro se mantém estável

Metro1

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Mesmo após a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do seu filho e senador Flávio Bolsonaro, na última semana, o presidente Jair Bolsonaro manteve a popularidade estável. Isso é o que aponta a pesquisa mais recente do Datafolha, divulgada hoje (26).

De acordo com o estudo, o chefe do Executivo tem 32% de aprovação, contra 33% no fim de maio. Já a rejeição ao governo é de 44%, ante 43% anteriormente, enquanto aqueles que consideram a gestão regular chegaram a 23%, contra 22% antes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O instituto ouviu 2.016 pessoas por telefone na terça-feira (23) e quarta (24). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.