‘A situação no país continua dramática’, diz Marina Silva ao criticar Bolsonaro

Do Bahia.ba

Elza Fiuza/Agência Brasil

A ex-presidenciável Marina Silva (Rede) criticou os elogios que o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), direcionou ao ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. Bolsonaro disse durante uma transmissão ao vivo na sua rede social que não cogita colocar um médico a frente da pasta e que “a gestão está excepcional”.

Marina Silva rebateu o presidente em sua conta no Twitter. “Estamos com remédios em falta na UTI de 21 estados e no DF e nenhum estado do Brasil mostra sinais de redução de transmissão da Covid-19”, disse.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Durante o pronunciamento, Bolsonaro também disse que houve um “excesso de preocupação”, em relação ao novo coronavírus no Brasil. Marina voltou a criticar o seu posicionamento diante da maior crise sanitária do mundo nos últimos 100 anos. “O presidente fala que houve um ‘excesso de preocupação’. Já passamos de 55 mil mortes e 1,2 milhões de pessoas infectadas. A situação no país continua dramática. Temos que seguir firmes na defesa da vida, da dignidade humana e da democracia”, escreveu.