Medeiros

Associação de funcionários do Banco Mundial pede suspensão de indicação de Weintraub

fonte: Metro1

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A associação de funcionários do Banco Mundial enviou hoje (24) uma carta aberta ao Comitê de Ética da instituição pedindo suspensão da nomeação do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub para o cargo de diretor executivo. A informação foi divulgada pelo portal G1.

No documento, os funcionários do banco se dizem preocupados com declarações de Weintraub, tidas como preconceituosas, sobre os chineses e sobre minorias. A associação afirma que eles precisam garantir que os membros do conselho sigam códigos de conduta que exigem “altos níveis de integridade e ética” tanto do lado pessoal quanto profissional.

O grupo espera que o Comitê de Ética leve em conta os fatos citados para suspender a nomeação de Weintraub até que eles sejam analisados.

Ao sair do governo, Weintraub foi indicado para o conselho de diretores. O grupo que o Brasil integra reúne Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago. Essas nações terão que aprovar a indicação do ex-ministro.