Medeiros

Madre de Deus inicia lockdown a partir deste domingo

Com informações do BN

Foto: Divulgação

O município de Madre de Deus entrará em lockdown a partir deste domingo (21), acatando o decreto 078/20 da prefeitura da cidade. Com a medida de isolamento rígida, estabelecimentos comerciais que não são considerados essenciais ficarão fechados e havreá restrição de circulação de pessoas, veículos, motocicletas e embarcações. A medida tem prazo para durar até o dia 27 de junho.

“O objetivo é reduzir o avanço da COVID-19 e preservar a saúde das pessoas. Neste combate à pandemia da Covid-19 precisamos conter aglomerações na cidade para salvar vidas”, declarou o prefeito da cidade, Jailton Santana (PTB).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para a circulação de pessoas, estão autorizadas apenas idas às unidades de saúde e atendimento médico em casos de urgência e emergência, pessoas que precisam se deslocar para trabalhar em locais que estejam autorizados a manter funcionamento, serviços de delivery para produtos e serviços essenciais, como farmácias e supermercados, e deslocamento para prestação de cuidados ou assistência à pessoas idosas ou portadoras de deficiência.

Os mesmos critérios são válidos para pessoas que estiverem circulando com veículos pela cidade. O uso de máscara permanece obrigatório no município que permanecerá fiscalizando a política de isolamento durante o lockdown.

“O descumprimento dos decretos acarretará em crimes contra a saúde pública e desobediência civil, além da perda de benefícios sociais”, pontuou a prefeitura da cidade em publicação. Como sanção, a pessoa que não respeitar as novas regras pode ter benefícios sociais oferecidos pela prefeitura municipal suspensos.

Para decisão sobre o decreto de lockdown, o prefeito de Madre de Deus esteve reunido com representantes da Câmara Municipal, Associação Comercial e Industrial de Madre de Deus (ACIM), técnicos da Vigilância Epidemiológica e outros representantes locais.

Segundo a Secretaria de Saúde local, o município tem 114 casos casos confirmados de Covid-19, com 64 curados e dois óbitos pela doença.