Medeiros

Beneficiários do auxílio denunciam golpe que rouba dinheiro da conta do Caixa Tem

fonte: iBahia

Alguns criminosos tem aproveitado o intervalo de tempo entre o depósito do auxílio emergencial de R$ 600 no aplicativo Caixa Tem e a data em que o saque em dinheiro é liberado para roubar os recursos parados nas contas virtuais.

De acordo com o site Extra, a denúncia tem sido feita por várias pessoas nas redes sociais, que alegam que os golpistas conseguem movimentar o dinheiro trocando o e-mail e o telefone cadastrados pelo usuário.

A beneficiária do auxílio, Nane Barbosa, contou que ao baixar o aplicativo Caixa Tem, necessário para a movimentação da segunda parcela do auxílio, recebeu a informação de que seu CPF já estava cadastrado, e com e-mail e telefone que não eram os seus.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois de entrar em contato com a Caixa, ela conseguiu recuperar o acesso e trocou os dados, colocando o e-mail e telefone certos. Porém, dois dias depois, os golpistas haviam trocado novamente os dados de acesso ao aplicativo.

“Quando consegui entrar no aplicativo, tinha um pagamento de um boleto que zerou a conta. E o pior é que o aplicativo não mostra detalhes das transações, como o número do boleto. Quando liguei para a Caixa, me informaram que tenho que fazer contestação de movimentação pessoalmente na agência. Mas tenho medo de sair na rua, pois tenho pais idosos”, disse ela.

A Polícia Federal informou que está atuando na prevenção de crimes relativos ao auxílio emergencial, em diversas frentes e em coordenação com outros órgãos. A Caixa questionada sobre qual a orientação para os beneficiários que são vítimas desses crimes, ainda não se pronunciou.

O depósito da segunda parcela do auxílio para trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) que não recebem o Bolsa Família foi feito entre os dias 20 e 26 de maio. O recurso só ficou disponível para saque em dinheiro entre os dias 30 de maio e 13 de junho.