topbannerapo

Celso de Mello autoriza prorrogação de investigação sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

BN

Foto: Nelson Jr / STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, atendeu a um pedido da Polícia Federal (PF) e autorizou a prorrogação por mais 30 dias do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na autonomia da PF.

O integrante da Corte é relator do caso. De acordo com informações do G1, a proposta recebeu aval do procurador-geral da República, Augusto Aras.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com o acréscimo de tempo, a Polícia Federal poderá ouvir o próprio presidente Jair Bolsonaro no inquérito. A reportagem do G1 destaca que esse depoimento, caso seja autorizado, só deve acontecer após outras medidas previstas na investigação.

Ainda conforme a reportagem, os investigadores solicitaram o aumento do prazo porque querem aprofundar as investigações na superintendência da PF no Rio de Janeiro, diante de suspeitas de ingerência de Bolsonaro nas direções regionais da corporação.

X