Medeiros

Morre Sapatão, ex-zagueiro e ídolo do Bahia, aos 72 anos

Redação, com Aratu On

Crédito da foto: Betto Jr./Correio

O ex-zagueiro e ídolo do Bahia, “Sapatão”, morreu aos 72 anos, após testar positivo para a Covid-19. Elcio Nogueira da Silva estava internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital da Bahia desde o último dia 17 de maio. Sapatão era cardiopata, hipertenso e paciente renal crônico.

O ídolo jogou no Esquadrão de Aço nas décadas de 70 e 80 e participou de toda campanha do heptacampeonato baiano. O ex-zagueiro também vestiu as camisas do Flamengo, Santa Cruz e Catuense. Depois de encerrar a carreira de jogador, Sapatão passou a atuar como treinador de futebol e comandou as equipes do Ypiranga, São Francisco do Conde e Camaçari. Não há informações sobre data e local do enterro, que não deve ter presença de público.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O Bahia emitiu nota de pesar logo após a morte. “A diretoria manifesta solidariedade aos familiares e amigos”, escreveram. Ainda segundo o ofício, o presidente Guilherme Bellintani entrou em contato com a filha de Sapatão, Renata, e prestou todas as condolências, além de providenciar uma bandeira para o seu sepultamento. O clube vinha acompanhando o caso desde a semana retrasada através do gerente de marketing Lênin Franco, amigo da família.