Senador reafirma independência do Podemos após assédio do Planalto

BN

Foto: reprodução/Agência Brasil

O senador Alvaro Dias, líder do Podemos no Senado, defendeu que o partido continue independente mesmo com o assédio do Planalto a alguns de seus membros.

De acordo com a Crusoé, integrantes da legenda acham que o Podemos deveria integrar a base oficial do governo de Jair Bolsonaro, inclusive aceitando cargos em órgãos federais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Somos independentes. Nossa preocupação é a tríplice crise: institucional, sanitária e econômica. Não estamos elegendo preferências pessoais”, disse o senador, em entrevista ao Antagonista.

“Nosso compromisso é com o estimulo a uma pacificação dos Poderes que possibilite o enfrentamento competente da pandemia e o debate prioritário de um projeto estratégico de recuperação econômica no período pós-pandemia”, acrescentou o senador.