Com 40 mil exames, Bahia alcança segundo lugar em ranking nacional de testagens

Foto: Paula Fróes/GOVBA

O Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen-BA) é o segundo no Brasil em número de testes de Covid-19. Até as 15h da última quinta-feira (21) 39.949 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro na detecção do genoma viral, já haviam obtido resultado, o que representa 91,13% do total de amostras, restando apenas 3.888 exames em análise. O estado fica apenas atrás de São Paulo.

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas destacou o investimento de R$ 2 milhões na ampliação e aquisição de equipamentos para o Lacen-BA.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Inauguramos um novo prédio anexo que concentrou todos os procedimentos de biologia molecular no mesmo lugar e não ficamos esperando chegarem os insumos do Ministério da Saúde para realizar os exames. Compramos com recursos próprios, contratamos pessoal para trabalhar 24 horas por dia, sete dias por semana”, disse.

O investimento na unidade e a descentralização dos testes foi um fator positivo apontado pela diretora-geral do Lacen-BA, Arabela Leal.

“Além do investimento na sede, que fica localizada em Salvador, laboratórios públicos nas cidades de Porto Seguro, Paulo Afonso, Jequié, Vitória da Conquista e Barreiras, contribuem ampliando o número de testagens diárias”, explica Arabela, que indicou evolução nas próximas semanas.

“O que diferencia a Bahia de outros estados é a automatização dos testes. Nós já recebemos equipamentos automatizados e a capacidade do Lacen-BA ainda será ampliada. Estamos aguardando a chegada de mais três equipamentos e dobraremos a capacidade atual de 1.000 exames por dia para 2.000 análises”, destacou.

X