Toque de recolher terá restrições à diversas atividades econômicas e ao funcionamento da Central de Abastecimento

Do News In Foco

Foto: reprodução

A prefeitura de Alagoinhas publicou o decreto que institui o toque de recolher no município, das 20h as 5h, a partir desta sexta-feira (15).

Durante este horário ficará restringida a locomoção noturna de pessoas nas ruas, exceto quando necessário para acesso aos serviços essenciais, sendo necessária a comprovação da urgência. Essa restrição não se aplicará aos servidores e funcionários de unidades públicas ou privadas de saúde.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O comércio, com área de atuação de até 200m de área de circulação, continuará funcionando de segunda a sábado, das 8h às 14 horas, observando as regras de higiene já estabelecidas pela gestão municipal. Ficará permitido o funcionamento de algumas atividades econômicas até as 19 horas, como: supermercados, padarias, açougues, postos de combustíveis, instituições bancárias e lotéricas, correios e serviços de entregas e provedores de internet.

Outros setores terão permissão para funcionar sem restrição de horário, como: unidades hospitalares, farmácias, forças policiais e de segurança patrimonial, funerária, SAAE e Coelba, atividades industriais, obras públicas e hotéis, motéis e pousadas.

Os serviços delivery de alimentação e gás de cozinha terão permissão para funcionar até as 23 horas. Já restaurante, bares e lanchonetes continuarão com os salões fechados, sendo permitido, apenas, o sistema ‘pague e leve’ e drive-thru, de segunda a domingo, até as 14 horas. Aos comércios localizado à margem da BR 101 não se aplicarão essas regras.

A Central de Abastecimento também terá seu funcionamento restrito até as 15 horas, de segunda a sábado, sendo obrigatório o uso de máscaras no local. As feiras livres, inclusive nos distritos, poderão funcionar aos domingos, até as 14 horas.

A fiscalização será exercida pela Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária, SESEP, SEDEA, SMTT e policia militar. A força tarefa terá permissão para apreender veículos e conduzir coercitivamente pessoas que descumprirem as regras contidas no decreto.

A ordem do prefeito Joaquim Neto é intensificar a fiscalização nos bairros e locais onde se observam ainda aglomerações de pessoas.

X