Teich diz ser contra ‘tomada’ de leitos da rede privada para combate a Covid-19

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse hoje (06) ser contra uma “tomada” dos leitos da rede privada pelo poder público para suprir a falta de instalações hospitalares no combate à epidemia causada pelo novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Para Teich, uma “tomada” teria impactos negativos na forma como o país seria visto no exterior. A declaração foi dada após o ministro ser indagado sobre a possibilidade de o governo utilizar leitos de hospitais privados para atender pacientes infectados pela Covid-19.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“A gente tem que ser eficientes o bastante para que o SUS seja capaz de enfrentar [a Covid-19]. Caso chegue no limite, vamos sentar com iniciativa privada, com a saúde suplementar e vai conversar e vai descobrir uma forma de trazer a saúde suplementar para fazer parte da solução do SUS, com uma cooperação e não com uma tomada. Isso é importantíssimo. Estamos discutindo uma forma de funcionar do país. Isso vai além da saúde. Isso é como as pessoas de fora vão olhar pra gente. Isso tem muito mais implicação que a Covid”, disse o ministro da Saúde.

Teich afirma que o assunto é delicado que o governo deverá ter discussões com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Metro1
X