Manifestantes pró-Bolsonaro agridem jornalistas em ato no Planalto

Do Metro1

Reprodução/YouTube

Durante manifestação realizada hoje (3) em favor do governo do presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, manifestantes agrediram, ameaçaram e expulsaram jornalistas que cobriam o ato.

O repórter fotográfico Dida Sampaio, de O Estado de S. Paulo, foi derrubado por duas vezes e chutado pelas costas, além de tomar um soco no estômago. Além dele, o motorista do jornal, Marcos Pereira, também foi agredido.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Outros repórteres e profissionais de imprensa foram empurrados e ofendidos verbalmente. Uma pessoa disse ao presidente que “expulsaram os repórteres da Globo”. Bolsonaro respondeu: “Pessoal da Globo vem aqui falar besteira. Essa TV foi longe demais”, disse, sem repudiar as agressões aos repórteres.

Segundo a Folha, os profissionais acionaram a Polícia Militar, que não apartou a confusão. Somente em um segundo momento, quando repórteres fora expulsos do local, a PM cercou a imprensa para fazer o isolamento.

X