‘Quero ser o incentivo que mulheres pretas precisam’, diz Thelma após ‘BBB’

Redação, com Bahia.ba

Reprodução / Globo

Campeã do BBB20, a médica Thelma Assis afirma que quer ser exemplo. Dona de R$ 1,5 milhão, ela afirmou que foi gratificante levar ao público sua mensagem de superação, enquanto mulher negra que conseguiu se formar na faculdade de Medicina e, ainda, ganhar uma das edições mais histórias do reality, segundo a TV Globo.

“Não sou atriz e muito menos cantora, mas levar a minha mensagem de superação é gratificante”, afirmou ela em entrevista ao Gshow, da Globo. Thelma, que é anestesiologista e descobriu, aos 15 anos, que é adotada, é natural da periferia de Limão, em São Paulo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Minha mãe sempre falava que eu tinha nascido do coração dela. Ela nunca mentiu, omitiu. E acreditava que eu só teria maturidade para entender tudo aos 18 anos. Para mim, nada mudou quando conversamos”, lembra ela.

Agora Thelma quer ser incentivo às suas semelhantes. “Na minha época não era comum ver mulheres pretas como ícones de sucesso, força e beleza. Na minha adolescência, eu alisava os meus cabelos até queimar o couro cabeludo e fui vítima de um padrão. Hoje sinto a maior liberdade de ter o meu black power ou tranças”.

E completa: “Felicidade imensa de ser reconhecida por tantas pessoas que eu admiro e por outras que não conheço. Saber que existem jovens que olham para mim e que se inspiram em mim me motiva para fazer mais. Dá um frio na barriga porque não era a minha realidade há três meses. Quero ser o incentivo que mulheres pretas precisam para superar e vencer”.

X