Motorista de aplicativo é torturado, morto e tem pedaço de orelha arrancado em pousada

Com informações do iBahia

Câmeras flagraram chegada da vítima com os suspeitos do crime em hotel — Foto: Reprodução / G1

Um motorista de aplicativo foi assassinado em uma pousada, nesta terça-feira (28), na cidade de Santo Antônio de Leverger (MT). De acordo com a Polícia Civil, Gleidison Leite Sampaio (39) foi torturado, amarrado e teve um pedaço da orelha arrancado. As informações são do G1 Mato Grosso.

Gleidison estava desaparecido desde segunda-feira (27) em Primavera do Leste (MT), cidade onde morava. A mulher dele procurou a delegacia da Polícia Civil no período da noite para informar que ele havia sumido e que não atendia o telefone.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De acordo com a Polícia Civil, o motorista tinha sinais de tortura. Ele estava amordaçado, tinha os braços amarrados para trás com cordas, pernas amarradas na altura dos tornozelos e um pedaço da orelha do lado direito da face arrancado.

Segundo o G1, o proprietário do hotel afirmou que três pessoas chegaram ao local, sendo dois homens e uma mulher, e pediram um quarto. Minutos depois disseram que iriam sair para ajudar um amigo que estava com problemas na motocicleta. Dez minutos mais tarde, eles voltaram com Gleidison até o quarto do hotel. O grupo saiu horas depois e a vítima foi encontrada morta no local.

Até esta quarta-feira (29) nenhuma pessoa havia sido presa. Não há informações sobre a motivação do crime.

X