Bolsonaro diz que Rui Costa está “de palhaçada” e governador rebate: “pare de agredir”

Aratu On

Fotos: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador da Bahia, Rui Costa (PT), trocaram “farpas” em rede nacional, por divergências sobre a maneira de conduzirem a crise causada pelo novo coronavírus.

O mal-estar entre os eleitos começou após Rui Costa comentar sobre a posição do presidente na condução da pandemia no país. “O meu desejo, a minha ideia, é que o presidente parasse de agredir prefeitos e governadores e passasse a governar”, declarou o governador, em entrevista à CNN.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O petista ainda criticou a fala de Bolsonaro, ao ser questionado sobre o número de mortos no Brasil ter ultrapasso os da China. “Eu vi que o presidente, ontem, perguntado pelo número de mortes (que ultrapassamos a China), respondeu: ‘e daí? eu não faço milagre’. ‘E daí’, presidente, comece a governar, com serenidade, com seriedade, e para de agredir prefeitos e governadores. Todos eles foram eleitos democraticamente pelo povo, respeite as pessoas que foram eleitas, e vamos governar com tranquilidade, com seriedade”, disse Rui.

Bolsonaro, por sua vez, rebateu a fala do governador baiano, em frente ao Palácio da Alvorada. “Quem definiu toda a política restritiva foram os governadores e prefeitos. Supremo que decidiu. Não adianta o Rui Costa ficar de palhaçada e me acusar, não adianta”, disparou o presidente.

Na tarde desta quarta-feira (29/4), o governador da Bahia respondeu, mais uma vez, ao presidente, através de seu perfil no Twitter. Não considero que salvar vidas seja palhaçada”, diz a mensagem publicada por ele.

CONFIRA:

X