Após saída de Moro, secretários do Ministério da Justiça põem cargos à disposição

Redação

Três secretários do Ministério da Justiça colocaram os cargos à disposição, neste sábado (25), após o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro ter se demitido do governo. Vladimir Passos Freitas é secretário Nacional de Justiça, Rosalvo Franco é secretário de Operações Integradas, e Luciano Timm é secretário Nacional do Consumidor.

De acordo com informações do G1, Timm utilizou uma rede social para manifestar “absoluta e irrestrita” solidariedade a Moro. Ainda de acordo com o secretário, ele pretende garantir uma transição “segura” ao seu sucessor na secretaria.

“Conheci gente nova, aprendi coisas diferentes, mas acima de tudo servi ao meu país ao lado de uma equipe técnica, comprometida e honesta. Volto a fazer o que sempre soube, não sem antes garantir uma transição segura a(o) meu (minha) sucessor (a)”, escreveu.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Saída

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou nesta sexta-feira (24), em coletiva de imprensa , a saída do governo Bolsonaro. Um dos principais nomes do ministério montado por presidente da República, Moro chegou ao governo em janeiro de 2019 e decidiu sair da pasta alegando a interlecutores que não “iria rasgar a biografia dele para permanecer no governo”, já que não tinha mais carta branca e nem autonomia para atuar no ministério.

X