Pelo menos 7 estados impõem controle em fronteiras contra coronavírus

Metro1

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

Governadores de pelo menos sete estados decidiram, por meios próprios, tomar medidas de isolamento no enfrentamento ao coronavírus. O objetivo é impedir ou dificultar a entrada de pessoas que venham de lugares em que a transmissão já se alastrou. A Bahia conseguiu, por decisão judicial, fazer uma barreira sanitária de viajantes de São Paulo e Rio. Segundo a coluna Painel, da Folha, o Maranhão também vai entrar com ação judicial e Goiás pretende fechar aeroportos, o que dependeria de aval da União.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, pediu o fechamento dos aeroportos ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Como não foi atendido, estuda interditar terminais e também as rodoviárias por conta própria. O ministério avalia que a medida poderia atrapalhar o trânsito justamente de remédios.

Já Rio Grande do Sul, Ceará, Piauí, Maranhão e Rio de Janeiro ampliaram controles nas fronteiras. O governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), baixou decreto proibindo a entrada de ônibus de outros estados, além de cultos religiosos com mais de 30 pessoas. Ceará proibiu a circulação também dentro do estado.

Ainda segundo a coluna, na falta de uma coordenação nacional, os governadores do Nordeste farão reunião virtual hoje (20) para padronizar as suas ações.

X