“Péssimo exemplo contrariar norma médica em um surto”, diz Datena sobre Bolsonaro nos atos

Bnews

Foto: reprodução

O apresentador da TV Band, José Luiz Datena (MDB), classificou como péssimo exemplo o fato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter participado das manifestações no último domingo (15), em meio a crise do novo coronavírus. “Estou perplexo, até porque ele tem ainda testes para fazer [de coronavírus]. Ele está se colocando em risco, contrariou norma médica. É um péssimo exemplo contrariar ordem médica no meio de um surto”, disse Datena.

O apresentador chegou a elogiar a posição do presidente de desencorajar as manifestações, mas que ficou chocado ao notar a mudança de rumo. “Não era hora de ter manifestação. Não sou contra, sou favorável a qualquer tipo de manifestação, de qualquer teor ideológico. Mas não no meio de uma pandemia. Ele tinha tomado uma posição sensata. Se os caras quiseram ir, tudo bem, mas ele sair e abraçar as pessoas… Não esperava isso, não. Quase caí da cadeira”, completa.

Ainda de acordo com Datena, não é legal um presidente participar de manifestações contra instituições. “Manifestação de rua é aceita, é democrática, de direita e de esquerda. Mas o presidente tomar partido em uma manifestação contra instituições não é legal”, avalia Datena.


Fechar