Agentes vão pedir suspensão de visitas a presos para conter covid-19

Redação

Foto: Camila Souza/GOVBA

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb) protocolou um ofício nesta sexta-feira (13), na Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), solicitando, em caráter de urgência, redução dos dias de visitas em todas Unidades Prisionais baianas. A medida visa assegurar a preservação da saúde dos servidores penitenciários, população carcerária e demais usuários do sistema penal em virtude da pandemia do novo coronavírus.

O ofício pontua os possíveis riscos de contágio através da grande concentração de visitantes acessando o sistema prisional e enfatiza as supostas condições de insalubridade das unidades, a superlotação, a vulnerabilidade da saúde dos internos e a exposição de servidores sem o fornecimento de luvas, máscaras e álcool em gel.

O Estado da Bahia já registra 7 casos confirmados, sendo três diagnosticados em Feira de Santana, segunda maior cidade do Estado, onde está localizada a maior e mais populosa unidade prisional, o Conjunto Penal de Feira de Santana (CPFS), com população carcerária de 2.000 internos e média de 600 a 800 visitantes por dia de visita.

Por conta do aumento do número de casos da doença e dos agravos que permeiam o sistema prisional e potencializam o risco de proliferação do vírus foi solicitado a adoção da medida como forma de prevenção ao contágio pela doença.

X