Morre, aos 56 anos, ex-ministro Gustavo Bebianno

Metro1

Valter Campanato/Agência Brasil

O ex-secretário-geral da Presidência e pré-candidato a prefeito do Rio pelo PSDB, Gustavo Bebianno, morreu hoje (14), aos 56 anos, vítima de um infarto fulminante. A informação foi confirmada, de acordo com o jornal O Globo, pelo presidente estadual de seu partido, Paulo Marinho.

Bebianno estava em seu sítio em Teresópolis (RJ), junto a um caseiro e seu filho. Segundo Marinho, ele comunicou ao filho que estava passando mal por volta das 4h30 e foi ao banheiro tomar remédio. Logo depois, sofreu uma queda e teve ferimentos na cabeça. Ele foi levado a uma unidade de hospital da cidade, mas não resistiu.

Bebianno foi ministro desde que Jair Bolsonaro assumiu como presidente, em janeiro de 2019, mas seu cargo não durou muito. Em 18 de fevereiro ele deixou a pasta, após atritos com o chefe do Executivo e seus filhos e em meio à crise interna do PSL, com acusações de esquema de candidatas laranjas durante as eleições de 2018.

X