Micareta de Feira de Santana é adiada por conta do coronavírus

Redação - Aratu On

Foto: reprodução

A micareta de Feira de Santana, que aconteceria entre os dias 23 e 26 de abril, está adiada por conta do coronavírus. A informação foi confirmada pelo prefeito Colbert Martins Filho (MDB) nesta sexta-feira (13/3). A cidade, inclusive, é a única da Bahia com os três casos confirmados oficialmente.

Nesta semana, Martins chegou a dizer que o cancelamento não estava em análise. A declaração foi dada após o vereador Edvaldo Lima (PP) pedir o cancelamento da micareta, no último dia 2 de março.

“A festa é porta de entrada para esse vírus. Eu pedi suspensão do Carnaval para evitar que o vírus entrasse no Brasil, mas não me ouviram e já temos um caso confirmado no país. Portanto, peço que cancelem a Micareta para que não tenhamos nenhum caso em Feira de Santana”, declarou o vereador.

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) também já se pronunciou sobre a festa popular. A pasta negou que qualquer nota técnica se posicionando sobre a realização ou não do evento.

CASOS EM FEIRA

O primeiro caso importado do novo coronavírus na Bahia é de uma mulher de 34 anos, em cidade de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro, com passagens por Milão e Roma, onde aconteceu a contaminação. A paciente veio manifestar os sintomas depois de ter chegado ao Brasil.

Já o segundo caso é o de uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado com COVID-19, quando ainda esta ainda estava sintomática. A terceira é também uma mulher de 68 anos, que teve contato com a segunda paciente confirmada do estado, quando ainda estava sintomática. A idosa encontra-se com sintomas leves, em isolamento.

As pacientes são monitoradas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com a Vigilância Municipal de Feira de Santana.

X