Drauzio Varella pede desculpas à família do menino do “caso Suzi”

Redação

Crédito da Foto: reprodução/YouTube

O médico Drauzio Varella resolveu se pronunciar novamente sobre o caso de uma prisioneira transexual, com nome social ‘Suzy’, que foi ao ar em reportagem do Fantástico, da Rede Globo.

Na matéria, Drauzio se emocionou com o fato da detenta não receber visitas há anos, e a abraçou. Vários veículos de comunicação, no entanto, divulgaram a notícia de que Suzy está presa pelo estupro e homicídio de um menino de 9 anos, ocorrido em 2010.

Drauzio já havia emitido uma nota, em seu perfil no Twitter, que, em seu consultório ou nas penitenciária, não pergunta aos pacientes o que eles fizeram de errado. “Sou médico, não juiz”, declarou ele.

Nesta terça (10/3), o médico publicou um vídeo em seu canal no Youtube, onde pede desculpas à família do menino assassinado. “Posso imaginar a dor, e peço desculpas para a família do menino que foi involuntariamente envolvida no caso”, disse. Drauzio ainda condenou o fato de algumas pessoas usarem a situação para fins políticos. “Nunca fui e nem serei candidato a nada”, disparou.

Assista:

X