Wagner diz que Bolsonaro usa o Bolsa Família para perseguir nordestinos

Em um encontro com dirigentes do PT, neste final de semana, o senador Jaques Wagner (PT) voltou a acusar o governo de Jair Bolsonaro de perseguição à população nordestina do país. Wagner comparou o número de admitidos no programa Bolsa Família em 2019 no Nordeste e em Santa Catarina.

“Sabe quanto é a fila de pessoas para tentar conseguir o Bolsa Família no Nordeste? Um milhão, 314 mil e 900. Porque todo mundo sabe que a economia está em crise, das dificuldades que estamos vivendo, então é óbvio que aumenta o número de pessoas que precisam do Bolsa Família para não passar fome. Eles só atenderam no ano passado 3.035 pessoas, ou 0,23% de todo mundo que está na fila”, iniciou o ex-governador baiano.

“Em Santa Catarina, tinha na fila 49.170 pessoas. Aqui [no Nordeste] concederam 3 mil, lá concederam 6.129. Lá foi 12,29%. Será que é por que o governador de Santana Catarina é do partido do presidente? Ou seja, a cabeça é pequena”, criticou.

As informações são do site Bahia.Ba

X