Michelle Bolsonaro vai processar quem divulgou boato que ela tinha caso extraconjugal

BN

Isac Nóbrega/PR

A primeira-dama Michelle Bolsonaro vai processar jornalistas, publicações e todas as pessoas que disseminaram o boato de que ela tinha um relacionamento extraconjugal. A esposa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será representada pelo advogado paulista Daniel Bialski, segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Na semana passada, o nome do ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter por causa do suposto relacionamento com Michelle. A notícia repercutiu também em outras redes sociais. O ex-ministro se manifestou afirmando que se tratava de uma mentira.

O advogado de Michelle afirma que apresentará uma queixa-crime contra o jornalista Germano Oliveira, diretor de redação da revista Isto É. O jornalista sustenta que, em momento algum, escreveu que a primeira-dama tinha uma relação extraconjugal e diz que não pode se responsabilizar por comentários feitos na internet a partir de seu texto.

X