Marcha das Mulheres ganha ruas de Feira de Santana

fonte: A Tarde

Foto: reprodução
Centenas de mulheres marcham pelas ruas de Feira de Santana em referência ao Dia Internacional da Mulher (8 de Março). A manifestação é organizada por diversos coletivos de mulheres, com o lema “É preciso ter força: pela vida e direitos das mulheres”.

“Estamos nas ruas em defesa das nossas vidas, contra o feminicídio que só cresce no país. Só aqui na Bahia, o crescimento do feminicídio foi 33% em 2019, em comparação a 2018, apontam os dados da Secretaria de Segurança Pública”, destaca Milena Oliveira, do Movimento Mullheres em Luta (MML).

As manifestantes exigem aplicação de políticas públicas de combate à violência contra a mulher. “Bolsonaro não investiu nenhum centavo em 2019 em políticas públicas de combate à violência que nós mulheres sofremos todos os dias. Dos 417 municípios baianos, apenas quatro tem Delegacia Especializada em Atendimentos às Mulheres. Isso não pode continuar assim”, ressalta Milena.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A estudante Bruna Silva, do Coletivo feminista e classista Ana Montenegro, pontua que Feira de Santana é a segunda cidade baiana em número de assassinatos de mulheres. “Só ficamos atrás de Salvador na quantidade de feminicídio. Também estamos exigindo que a prefeitura da cidade adote políticas públicas. Enquanto a violência contra as mulheres existir, não nos calaremos”, disse.

Ato cultural

Após a caminhada, acontece um ato cultural. As cantoras Cida Martinez, Rebeca Tárique, Kareen Mendes e Lorena Porto sobem ao palco montado na Praça da Igreja Matriz.

Uma feira de artesanato também foi montada na praça. O evento cultural segue até às 17h.

X