Weintraub diz que Paulo Freire e “kit gay” não terão espaço no MEC

Foto: Agência Brasil

Por meio de suas redes sociais, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a fazer ataques a Paulo Freire e insinuar o uso de “kit gay” nas escolas, mesmo com a confirmação de que o material é falso.

Em um vídeo, Weintraub mostra os novos materiais que o ministério vai distribuir nas escolas públicas, os quais ele afirma que não tem mentiras, nem espaço para ideais políticos e de gênero.

“Paulo Freire e kit gay não têm vez no MEC do Pres. Jair Bolsonaro. Vejam uma amostra do formato/conteúdo do material que o professor Carlos Nadalim preparou para as crianças. Querem saber mais? Sigam o prof.Nadalim, o novo rosto do ensino no Brasil” disse.

Em um outro post, Weintraub não cita nomes, mas diz que uma mulher estrangeira foi ao MEC falar sobre ideologia de gênero. Ele teria respondido que “isso não presta” e defendeu os valores conservadores dizendo que era “bruto, rústico e sistemático”.


Fechar