Kannário alfineta PM após vídeo de espancamento na Liberdade; agentes são presos em flagrante

Do Aratu On

O cantor e deputado federal Igor Kannário (DEM) resolveu se pronunciar sobre um vídeo que mostra policiais militares espancando supostos usuários de maconha. A informação é do Aratu On.

O caso aconteceu na noite desta última quarta-feira (4/3) no bairro da Liberdade, em Salvador, na Rua Coronel Tupy Caldas. O parlamentar se envolveu em uma polêmica com a corporação durante o Carnaval de 2020, no Campo Grande, após chamar PMs de “bunda mole”.

“Iiiaiii? Será que isso é certo ? É dessa forma que tem que ser ?”, escreveu Kannário, que marcou em sua postagem no instagram o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o comandante da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão. “Isso é um absurdo! Eu sei que errei, sou homem pra assumir meus atos em qualquer situação. Pois não devemos generalizar…”, acrescentou Igor Kannário.

View this post on Instagram

Iiiiaiii? Será que isso é certo ? É dessa forma que tem que ser ? @ruicostaoficial @celanselmobrandao Isso é um absurdo! Eu sei que errei, sou homem pra assumir meus atos em qualquer situação. Pois não devemos generalizar. Peço aqui minhas desculpas aos verdadeiros . (Os POLICIAIS MILITARES DE VERDADE ) Que realmente se preocupam com a nossa segurança Que fazem um trabalho limpo 👏👏👏👏👏👏👏 Mais esses daí ? Esses caras que abusam da farda e abusam da autoridade Não merecem estar nessa instituição. Máximo respeito a @pmdabahia Mais o certo é certo 👊 E o errado tem que ser cobrado.👍 @tvbahiaoficial @tvaratu @tvebahia @uzielbueno @dudabocao A favela tá fechada com kannario O kannario tá fechado com a favela Só queremos paz, não queremos guerra #DIGASIMÁSEGURANÇAENÃOAVIOLENÇIA

A post shared by Igor Kannario (@kannario) on

O espancamento envolveu agentes da 37ª Companhia Independente (CIPM/Liberdade). Por meio de nota, a corporação informou durante a manhã de quinta-feira (5/3) que prendeu em flagrante os envolvidos na ocorrência. Disse ainda que a guarnição, do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), foi levada para a Coordenadoria de Custódia Provisória, onde ficará à disposição da Justiça.

X