Após resistências, Congresso volta a discutir Orçamento impositivo nesta quarta

Foto: Beto Barata/Agência Senado

O presidente Jair Bolsonaro cedeu às pressões e enviou ao Congresso projetos de lei que regulamentam o Orçamento impositivo, deixando com os parlamentares a palavra final sobre R$ 15 bilhões.

A decisão ocorre para evitar retaliações futuras em propostas de interesse no governo, sobretudo na Câmara, onde o presidente não possui base consolidada.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, o envio dos textos faz parte da tentativa de um novo acordo que começou a ser costurado por articuladores do governo e líderes partidários na noite de segunda (2).

As negociações se estenderam até terça (3), mas, à noite, os congressistas decidiram adiar a votação sobre os vetos do presidente para esta quarta (4) e sobre os projetos que detalham a distribuição dos recursos apenas para a semana que vem.

X